quarta-feira, 16 de setembro de 2009

1 já cá canta !

Foi assim que nasceu o 9 vidas.

Hoje passado 1 ano as coisas pouco mudaram, as razões que me levavam a escrevinhar em cadernos comprados para o efeito, em agendas que guardo religiosamente e nas quais escrevo diariamente o que faço, o que penso, o que planeio, ou até em “post-it” na falta de papel maior à mão, são as mesmas pelas quais escrevo hoje nos cadernos, nas agendas e no blog.

Escrevo sempre o que penso, sou o que escrevo, da mesma forma que sou o que digo e o que faço, sem rodeios, muitas vezes com o coração nas mãos e sempre, sempre de peito aberto, demasiado verdadeira dizem uns, violentamente sincera dizem outros, mas quem me conhece sabe bem com o que contar de mim.

Continuo a ter as mesmas nove vidas que tinha há 1 ano atrás, mas com maior serenidade e certamente com mais maturidade. Nos dias de hoje sinto-me bem, por vezes uma mini super heroína, à minha escala, e do alto dos meus já 35 anos – é verdade que poderia ter menos 10 kilos e seria BOA, mas nunca fui aspirante a top model; poderia ter menos rugas e seria LINDA, mas sendo que as minhas rugas são de expressão isso significaria que sorria pouco e gargalhava ainda menos, e eu adoro rir! – Sinto-me “para as curvas”.

Por vezes sinto-me tipo “mulher de elástico” ou “medusa” – os meus dois bracinhos chegam a todo o lado, aos banhos do meu filho, aos passeios da minha cadela, aos carinhos do meu amor, às compras da minha mãe, à atenção do meu avô, aos compromissos profissionais, à entrega ao serviço cívico, às saídas com os amigos, aos momentos que são apenas meus.

Continuo a ser a mãe do Xani, a prepará-lo para a vida, a dar-lhe os valores que acho correctos, a dar-lhe o amor que ele precisa para ser feliz, e a firmeza que entendo necessária para ele se tornar num adulto responsável; continuo a ser filha da mãe que me leva a passear fim-de-semana fora com programas culturais interessantes e a quem nunca me canso de agradecer pela mulher que hoje sou; a ser esposa sempre em busca de um melhor entendimento e de uma maior harmonia, limando as arestas que vão surgindo na aprendizagem de uma vida em comum; dona da Puska e da sua enorme vontade de agradar na busca incessante de um carinho impossível de lhe negar; amiga de quantos comigo se cruzaram nesta vida virtual e na outra – amizades que estão prestes a completar 20 anos, outras mais recentes, mas sempre sinceras e abnegadas; profissional apesar das muitas contrariedades que já tive de ultrapassar nos últimos 3 anos, e que consegui finalmente ver atenuadas com uma carga de trabalho razoável para quem esteve dias e meses “encostada” sem fazer absolutamente nada; e fundamentalmente mulher, porque nunca considerei a hipótese da mudança de sexo, por mais trabalhoso que seja ter as unhas impecáveis, os pêlos tirados, o rosto maquilhado, ou o incómodo das dores menstruais. Ser mulher é para mim fabuloso, porque consigo ao mesmo tempo simples e complexa; prática e contraditória; sensível e forte, um turbilhão de emoções à flor da pele que tento compartilhar neste espaço.

A virtude do 9 vidas foi o abraçar de novas amizades, o passar da obscuridade dos papéis à visibilidade das vias rápidas da informação, assim sendo cheguei a Amesterdão, a Sines, ao Porto, a Coimbra, a Loures, a Cascais, a Lisboa, onde encontrei pessoas desconhecidas que para mim abriram os braços e a alma, outras conhecidas que me ficaram a conhecer o dia a dia, os pensamentos, os sentimentos.

Hoje termina um ciclo, um novo mundo de possibilidades se estende á minha frente, basta estender a mão e agarrá-las!

10 comentários:

Who Am I disse...

Termina um ciclo e inicia outro. Já puxei a cadeira, sento-me aqui e trago-te...o meu eu. Espero que sirva :) beijinho grande

PS: Obrigada

Gata2000 disse...

WAI - O teu EU é mais do que suficiente. Espero que a cadeirinha seja confortável que eu vou por cá andar muito tempo.

PS: Não tens que agradecer, é do coração.

K disse...

Agora deixaste-me aqui a pensar onde é que eu já cheguei directa e indirectamente através da net....

Gata2000 disse...

K - Há pois é bébé! Dá que pensar não dá? E depois de 1 ano, chiça que é preciso paciência para me aturar! ;)

K disse...

Se é preciso paciência para te aturar não faço a mínima ideia que não tenho bases para poder opinar sobre o assunto! (e estava a pensar que não venho aqui há um ano mas depois é capaz de não andar longe disso que o tempo passa no instantinho e daqui a nada estamos outra vez no natal!)

Quanto ao dar que pensar, se tiveres em consideração que eu era a personificação do bicho do mato, que, devido a umas poucas asneiras, a determinada altura da minha vida fiquei praticamente sozinha no que concerne amizades, e que actualmente tenho que fazer agenda social quando vou a Lisboa, imagina lá o que não me dá que pensar!!

Gata2000 disse...

K - A vida dá muitas voltas,e um segundo pode alterar-nos toda uma existência. Mas a mudança é sempre bem vinda, quando é para melhor.
:)

TM disse...

Que mantenhas as tuas nove vidas por muito tempo... para que possas continuar a ser tudo o que és....
Parabéns... ;)

LBJ disse...

Nove vidas bem geridas dá para muito tempo e cá estaremos para te ler :9

Gata2000 disse...

TM - Assim espero, e se não forem 9 pelo menos que seja 1, mas sempre recheada de coisas boas.

Gata2000 disse...

LBJ - O curso de economia haverá de servir para alguma coisa, pelo menos que seja para gerir bem as minhas 9 vidas! ;)