quarta-feira, 30 de novembro de 2011

The End



The day i start giving what i get
We will never be
Only left with nothing
Emptiness
Silence
And that's where you lost me
In between your silences

Not every end has to be an happy one
And goodbye is never easy

13 comentários:

Me disse...

Uma vez, há muito tempo, perguntei a alguém: O que queres que faça? Responderam "Nada". Perguntei: Não queres dizer alguma coisa? Responderam "Nada". Perguntei: Então, mas o que queres?! Responderam "Nada".
E eu disse: Boa. Nada eu consigo dar. Dar alguma coisa é que custa. Se é isso que queres, eu dou. Mas ao menos agora sei.

E pronto. Era só para dizer isso.
Beijo.

Gata2000 disse...

Me - Pelo menos ficaste a saber!

Beijos

Me disse...

Sim, claro... mas a cena dos silêncios e afins...
Às vezes, dar-se o que uma pessoa acha que quer é o melhor remédio para ela descobrir que, afinal, não quer nada... Não achas?

Me disse...

(não quer o nada no sentido de querer alguma coisa. Merda para os duplos negativos!)

Goldfish disse...

?

Rafeiro Perfumado disse...

End do quê? A malta não é adivinha, pá!

Gata2000 disse...

Me - Percebi-te! Mesmo com os duplos sentidos.
Mas nestas coisas o que mais me irritou ao longo da vida foram os silêncios onde no fim acabavas por não perceber sequer o que o outro queria, saberes que não quer nada há vezes até é uma benção, pelo menos podes pôr um ponto final, de outra forma vais ficar sempre a pensar se não podias er feito mais, por muito que tivesses feito.

Gata2000 disse...

Goldfish - !

Beijos :)

Gata2000 disse...

Rafeiro - End, ponto. Não precisas adivinhar, nem taõ pouco compreender, era o que me apetecia escrever naquele momento, deixas?!

Beijos

Rafeiro Perfumado disse...

Pronto, deixo...

Gata2000 disse...

Rafeiro - Obrigada kiducho.

Me disse...

Foi isso que eu disse, porra!!

Gata2000 disse...

Me - Ainda bem que a gente se entende! :)