sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Por amor...


Por amor, perde-se a cabeça;
Por amor, apanha-se um comboio para se passar uma noite no Porto e voltar no dia seguinte;
Por amor, faz-se amor no banco da frente de um carro comercial;
Por amor, entra-se em casa dos pais de uma amiga às 6.30, para que eles ao levantarem-se às 7 da manhã, não se apercebam que dormimos a noite fora;
Por amor, escrevem-se cartas de amor;
Por amor, tem-se um filho;
Por amor, viaja-se a um país que fica a 3.000 km de distância para se conhecer a família do amante;
Por amor, chora-se;
Por amor, volta a pegar-se num carro depois de 7 anos de medo por se ter tido um grave acidente;
Por amor, mente-se, trai-se;
Por amor, deixa-se de fumar;
Por amor, faz-se amor num comboio entre Nápoles e Roma;
Por amor, casa-se;
Por amor, sonha-se acordado durante toda a noite;
Por amor, dá-se o braço a torcer;
Por amor, ri-se;
Por amor, rouba-se o namorado à amiga;
Por amor, perde-se o amor-próprio;
Por amor, milita-se num partido político;
Por amor, muda-se de clube desportivo.

3 comentários:

BlueVelvet disse...

As coisas que se fazem por amor....
Veludinhos azuis

TM disse...

Eu só não acho bem é mudar de clube... mas que raio é isso...
LOL....

Cris... disse...

Por amor eu até já fui capaz de amar!