terça-feira, 28 de outubro de 2008

Notícias interessantes


Ultimamente tenho sido tudo menos uma pessoa atenta. Cansei de ver notícias, debates, não quero andar actualizada, quero desconhecer o porquê da crise do sub prime, não quero saber porque precisam os bancos portugueses de um empréstimo meu/nosso (contribuintes) de 20 milhões de euros, não me interessa que parte da dívida coberta pelo governo dos Estados Unidos à AIG tenha sida utilizada no pagamento dos salários e prémios mais que milionários que os seus (maus) gestores recebem.
Há um sentimento de impunidade que me incomoda, uma falta de valores è escala mundial que me poria a cofiar a cabeça, se eu me desse a tanto trabalho, por isso, esta que antes era capaz de esgrimir grandes e acertados argumentos sobre tudo o que era notícia nacional, internacional e inter galáctica se assim fosse o caminho da conversa tornou-se… uma gaja chata?
Não uma gaja mais dada as suas coisas, aos seus botões. Para quê preocupar-me em saber em como vai o mundo se o cabrão não quer saber de mim para nada. E assim tenho andado, a fazer pesquisas até interessantes, mas que não fazem noticia, quando se me deparo com a notícia que me abalou.
Penso que depois do dia de hoje, ou melhor depois do dia das bruxas, nunca nada será como antes.
Estava embrenhada com os meus pensamentos enquanto folheava uma revista procurando saber o que os astros me reservavam para esta semana, (não que eu acredite em astros, mas também ninguém acredita em bruxas, pois não? )
O drama, o horror, o choque, tremo só de pensar no que li - as festas da playboy em casa de Hugh Hefner vão acabar, a partir de Novembro não haverá mais coelhinhas a passearem-se pela casa do senhor que mostrou muitas maminhas famosas (e outras tantas completamente desconhecidas) ao comum mortal.
Detesto extremistas, confesso que não gosto de machistas, feministas, racistas, sindicalistas, e outros que acabam em “istas”, mas que de momento não me recordo, e tenho quase a certeza de que a culpa deste fim do mundo como o conhecemos se deve aos activistas da defesa dos animais, estou apostada em dizer que estes fizeram inúmeras vigílias à porta da mansão, empunhando cartazes querendo acabar com a exploração das coelhas, parec que os estou a imaginar "Devolvam as coelhas à Pascoa" ou " Abaixo a exploração sexual das coelhinhas".
Mas dei-me ao trabalho de ler a notícia até ao fim e percebi que afinal a culpa é da crise, as festas vão acabar por... pasme-se, contenção de custos.

4 comentários:

Estado d´Espírito disse...

Oh Gatinha simpática, tu queres ver que aquilo da Playboy não passa de uma excentricidade de um gajo *"podre" de rico que não sabe o que fazer ao dinheiro.

Cá pra mim, não é da crise, não senhora. O gajo (como dizer isto), simples, está velho, já não vai lá. AH! e tem medo de morrer, de ataque do coração.

*Podre e pobre, nunca deve ter conhecido o Amor!

Beijokinhas!

Gata2000 disse...

Pensei nisso. Pensei que das duas uma, ou o sr tem medo de já não ser "competente", ou será apenas uma forma de ganhar ainda mais dinheiro, porque de acordo com a noticia as festas, se forem solicitadas - vulgo pagas - continuam. Golpe de publicidade??

Estado d´Espírito disse...

Também!
Já diz o ditado, "quem não chora não mama".

Keep the soul, sister!
(desculpa a intimidade)

Gata2000 disse...

No problem! Sejas bem vinda.